Tem muita gente que acha que ter relações é só algo divertido e gostoso. Mas não. Se existem, é porque alguma função elas devem cumprir para além da simples procriação.

Por diferentes motivos algumas pessoas tentam reprimir seu desejo sexual e proíbem a si mesmas de fazer aquilo que desejam. Outras têm mais facilidade em se expressar e não hesitam em viver o momento ao máximo quando a oportunidade surge.

Em todo caso, quando passa muito tempo e não temos uma experiência sexual satisfatória, nossos desejos reprimidos podem se tornar mais evidentes a partir de certos comportamentos ou sinais. O que significa que a não ter relações é algo que pode afetar as pessoas tanto física quanto psicológicas. O que passa é que ter relações é como comer e respirar, ou seja, são necessidades fisiológicas. Quando o corpo está necessitado de relações, ele emite alguns sinais:

Falta de sono: uma pessoa acostumada a ter relações e que sofre uma parada repentina, pode ter certeza que o corpo irá sentir os efeitos. E o que irá acontecer é uma grande dificuldade para dormir. Quanto se tem relações, é liberado o hormônio ocitocina, que é responsável por causar um relaxamento e induzir ao sono. Sem o tal hormônio vai ser difícil dormir;

Mau humor e estresse: você pode achar que não tem nada a ver, mas se você anda mal humorado, estressado, nervoso com qualquer coisa, pode ter certeza que é falta de carinhos;

Aumento de fantasias: todo mundo tem fantasias eróticas. Uns para mais, outros menos, no entanto, quando não se faz sexo, as fantasias tomam conta da vida de uma pessoa, aumenta de tal forma que a busca por situações eróticas em revista, tvs, cinemas sobe de nível. Quando se consegue dormir, elas surgem em formas de sonho com a finalidade de liberar um pouco a energia acumulada;

Pele: já está cientificamente comprovado que, durante as relações, a pele sofre uma limpeza pelo suor liberado, o que permite com que ela fique mais macia e lisa. A falta de relações pode fazer com que a pele perca o brilho com o tempo.

Isolamento social: durante as relações, são produzidos endorfinas, hormônios responsáveis pela boa disposição e o bom humor. Geralmente, a pessoa que não transa passa a se isolar, perdendo a vontade de se socializar.

Além desses fatores acima citados, a falta do sexo na vida da pessoa pode ainda trazer outros problemas relacionados à insegurança e autoestima. Sentir-se desejado é algo que tanto para os homens quanto para as mulheres proporciona a sensação de autoestima (alta). Por não praticar regularmente, a pessoa tende a se sentir insatisfeita consigo mesmo, causando até mesmo depressão e dificuldades em se relacionar.

Sentir solidão pode levar a tomar decisões erradas, especialmente quando elas são relacionadas ao sexo. Depois de passar muito tempo sem sentir a emoção de uma relação sexual, o sentimento de solidão começa a dominar as emoções e pode acontecer o seguinte: surgir a ideia de ligar, buscar ou até retomar um relacionamento com um ex-namorado (a); Pode-se buscar sexo com alguém próximo, como um amigo (ou amiga) ou até um amante; Há uma grande possibilidade de desejar sexo casual com um desconhecido durante uma festa, principalmente depois de ingerir um pouco de bebida alcoólica.

Pelo sim ou pelo não, uma relação sexual bem realizada, com uma boa entrega, pode acabar com dores no corpo, travamentos da região lombar e pélvica, trazendo grandes benefícios para a saúde, já que libera os músculos de uma grande tensão acumulada durante o tempo “perdido”.

Então, começando pelo beijo, você poderá potencializar o seu sistema imunológico, emagrecer pela aceleração do metabolismo, combater problemas de alergia, depressão, diminuir a dor, prevenir problemas cardiovasculares, etc.

Se beijar na boca traz tantos benefícios, imagina uma relação sexual completa? Sexo é vida e faz parte da nossa natureza e muito bem ao coração.

Helio Felippe